É possível ter uma vida sem lixo sendo mãe?

0 comentários

Um dos grandes problemas ambientais que a humanidade precisa enfrentar é a alta produção de resíduos gerados. Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), atualmente são produzidas cerca de 2 bilhões de tonelada de lixo no mundo anualmente, número que não para de crescer e pode chegar a 12 bilhões de toneladas em 2050. É preciso agir, e é preciso agir agora, caso contrário a vida na Terra pode se tornar inviável nas próximas décadas. Não basta cobrarmos políticas públicas mais eficientes na gestão do lixo, para mudar a caminhada ao abismo, cada um de nós precisa assumir a sua responsabilidade.

Hoje 99% dos produtos comprados são descartados dentro de seis meses apenas, um hábito cultivado pela sociedade de consumo pautada pela busca de um lucro infinito. As empresas precisam que os consumidores estejam comprando constantemente, incentivando um ciclo contínuo de consumo/descarte/consumo. A boa notícia? Muitos já perceberam a loucura que é viver dessa forma insustentável e defendem que uma vida sem lixo é possível e necessária.

Os esforços individuais valem muito

Eu confesso que sempre fiquei impressionada e admirada com as pessoas que tentam não produzir lixo no dia a dia. Afinal, essa não é uma tarefa das mais simples, pelo contrário, exige esforço e vontade de nadar contra a maré hegemônica. Sendo mãe de duas crianças pequenas, porém, não são todos os dias que penso assim e admito que estou beeeeeem longe de não gerar lixo. O desafio de criar filhos enquanto dou conta da rotina, muitas vezes me leva para o caminho “mais fácil”. Preciso dizer também que detesto o tom de culpa que muitas matérias que tratam sobre o tema adotam, como se quem não tivesse uma vida sem lixo fosse um monstro que não se preocupa com o planeta. Eu tento fazer o que posso, de acordo com a minha realidade.

Claro que o ideal seria que de um dia para o outro o mundo deixasse de produzir resíduos e emitir gases estufa, retardando a mudança climática e permitindo que a Terra se recuperasse, mas a realidade não é essa. Ao invés de atacar as pessoas, por que não valorizar os esforços individuais e reconhecer que cada um tem um ritmo? O mais importante é a vontade de mudar e fazer diferente! Cada esforço é válido.

Se você também está na jornada de reduzir seus resíduos enfrentando a rotina familiar, seja bem vindo! Logo abaixo separei algumas sugestões de materiais e contas na internet que dão dicas valiosas para minimizar a produção de lixo no dia a dia. Afinal, quando um puxa o outro, vamos mais longe!

Minimizando resíduos no dia a dia:

Você já fez o exercício de perceber quanto lixo produzimos diariamente? Às vezes parece que qualquer coisa que a gente faz gera resíduos, das coisas mais simples e rotineiras as mais excepcionais.

Não precisa ser assim! Quem escancara isso para gente com dicas plausíveis e possíveis de serem adotadas em casa, mesmo tendo crianças pequenas, é a Cristal Muniz, autora do primeiro livro sobre lixo zero do Brasil, e criadora do Uma Vida sem Lixo. As dicas compartilhadas pela Cristal são bem realistas e ajudam não só a reduzir o desperdício em casa, como a tornar nossa vida mais simples. Para quem tem uma vida familiar é ideal, sem cobranças absurdas ou neuras.

Outro projeto que também vale a pena acompanhar, compartilhando lições valiosas, é o Simplease, da Luana Burrigo. O bacana do perfil é que em muitos momentos a autora linka a questão do minimalismo e consumo consciente com a maternidade.

Por fim, mas não menos importante, recomendo muito o Casa Sem Lixo - amo esse perfil e vou protegê-lo. O que acho mais legal no Casa Sem Lixo é que ele mostra uma família de verdade enfrentando o desafio de alcançar o lixo zero.

Na prática, isso significa dicas e ações bem reais que são plenamente possíveis de serem adotadas mesmo tendo filhos pequenos e morando em grandes metrópoles.

Cuidando da estética sem lixo:

O Brasil é um dos principais mercados consumidores de produtos de higiene e beleza, mas quando damos uma olhada no nosso banheiro ou mesmo prateleiras de mercados, percebemos quanto o plástico é presente nas embalagens desse setor. E isso é um problema enorme se considerarmos quantos shampoos, condicionadores, escovas de dente, pasta de dente, sabonetes, desodorantes, etc, uma família consome por ano. A boa notícia é que existem muitas iniciativas no setor de higiene e beleza no Brasil que buscam uma produção e consumo mais sustentáveis, valorizando materiais naturais e biodegradáveis.

A Caixa Florinda é uma iniciativa incrível para quem quer cuidar da beleza sem prejudicar o planeta. Quem está a frente do projeto é a Fabi Florinda, que tem uma vida inteira voltada a sustentabilidade e cuidados com o meio ambiente. A Caixa Florinda de assinaturas entrega mensalmente aos assinantes, uma caixa com produtos de beleza produzidos com matérias-primas naturais de forma artesanal por mulheres empreendedoras e sem plástico.

Para produtos de higiene, a dica é a Olea Saboaria, que produz de forma artesanal, apenas com materiais naturais, contando com produtos de altíssima qualidade. Você pode adquirir as mercadorias da Olea tanto pela internet, quanto em feiras, como a Jardim Secreto. O legal de comprar nas feiras e poder conversar com a Patrícia, criadora da marca. Pessoalmente recomendo todos os produtos da Olea. Os sabonetes em barra e os desodorantes são incríveis.

Agora, se você deseja transformar os cuidados com a saúde bucal, a dica é o site do Uma Vida Sem Lixo, onde você pode encontrar escovas de dente de bambu, pó dental e fio dental biodegradável. No site, aliás, você encontrar produtos sustentáveis para a casa toda. E vale sempre lembrar: você encontra na internet uma série de cursos e materiais que te ensinam a produzir os próprios produtos de higiene e beleza sustentáveis. A Simplease, que indiquei acima, conta com alguns cursos e e-books super legais no site.

Reduzindo o lixo em casa:

A verdade é quem tem muitas coisas que podemos fazer em casa para diminuir a produção de lixo, adotando novos hábitos que fazem a diferença. Sobre a alimentação, por exemplo, prefira sempre comprar a granel e armazene os alimentos em potes de vidro. Outra dica sobre o tema é cozinhar uma vez por semana e congelar as porções para evitar desperdícios. E lembre-se: a maioria dos alimentos podem ser aproveitados integralmente. As cascas de legumes, por exemplo, podem virar chips levadas ao forno.

Acho que nem preciso falar, mas não custa reforçar: evite usar sacolas plásticas durante compras, prefira as produzidas em tecidos que não são descartáveis nem soltam microplásticos que poluem o planeta por séculos.

E que tal fazer a limpeza da casa com produtos feitos por você mesmo? No Youtube é possível encontrar um monte de tutoriais de como fazer produtos para a casa, como esses que ensinam a produzir sabonetes líquidos e limpadores multiusos da Cristal Muniz. Se você busca produtos sustentáveis para a sua casa, além do Uma Vida Sem Lixo, visite também as iniciativas PaninhosPositiv.a e YVY. Em todas elas você encontra uma boa variedade de produtos para o dia a dia, que procuram produzir o menor impacto ambiental possível.

Mas uma vida sem lixo e em sintonia com a natureza não é apenas sobre comprar produtos sustentáveis de marcas comprometidas com o ambientalismo. É também sobre colocar a mão na massa e fazer! Você possui uma ferramenta poderosíssima: a internet. Use essa fonte inesgotável de informação para aprender e recupere o prazer da manufatura, do fazer com as mãos. Além de ajudar o planeta te garanto que você vai se sentir ótima e mudar sua relação com o consumo. Aos poucos, com cada uma fazendo a sua parte, tenho certeza que vamos conseguir mudar o rumo do mundo, diminuindo a produção de resíduos e conservando a Terra para que as próximas gerações tenham uma vida com bem estar.

É sim possível começar a caminhada rumo a uma vida sem lixo sendo mãe! O conhecimento é o maior aliado na busca por esse objetivo. Com dicas valiosas encontradas na internet e com um pouco de organização você chega lá, não é questão de dinheiro.

Tem alguma outra dica para ajudar na jornada rumo ao lixo zero? Compartilhe com a gente! Vamos juntos nessa corrente!

Deixe um comentário

Todos os comentários serão validados antes de serem publicados
Parabéns, agora você faz parte!