Naninha, aconchego e memórias

0 comentários

 

Quem é pai sabe que a hora de dormir com crianças pequenas envolve todo um ritual que ajuda a acalmar e abrir a porta do mundo dos sonhos. Colocar na cama, cobrir, contar uma história, cantar, são algumas das situações que todo pai já enfrentou. Uma boa noite de sono é fundamental para o nosso organismo em todas as fases da vida, mas na infância o dormir é ainda mais importante, tendo papel central no desenvolvimento intelectual. Além disso, é durante o sono que o corpo libera os hormônios de crescimento.

Mesmo com todos os cuidados e mimos, porém, nem sempre a criança é capaz de ter uma noite tranquila. O motivo para que isso ocorra são variados, mas contar com os chamados objetos transacionais pode ajudar muito a contornar essa fase. Os objetos transacionais são as famosas naninhas, que podem ser um bicho de pelúcia, uma fralda de pano, um cobertor, travesseiro, etc. Seja qual for o objeto adotado como naninha, sua função é transmitir segurança para as crianças.

Naninhas – segurança e afeto em forma de objeto

Com o passar do tempo muitas das nossas lembranças de infância se perdem em nosso labirinto da memória. Mas algumas permanecem firmes e nos marcam e acompanham para a vida toda. É o caso das naninhas. Quem contou com essa fiel escudeira quando criança, provavelmente se recorda de detalhes desse objeto tão especial nesse momento da vida, que em muitos casos ganha até nomes!

Quando somos pequenos o mundo é um lugar novo e assustador. E o pior: logo descobrimos nossas mães não estão e nem estarão sempre conosco. Começamos a nos entender quanto indivíduo, causando um efeito conhecido como angústia da separação. Para se sentirem mais seguros e protegidos, muitas crianças acabam se apegando a objetos familiares que transmitem a sensação de que tudo está bem, onde quer que esteja. Por isso, a naninha é companheira na hora de dormir, hora do banho, hora de sair para um lugar novo, hora de comer... Ela é a protetora das crianças!

Normalmente quem escolhe qual objeto vai cumprir esse papel é o bebê durante os primeiros meses de vida, quando está descobrindo o mundo a sua volta. Os pais, porém, podem influenciar essa decisão, presenteando o pequeno com um objeto adequado.

Como a criança cria uma relação emocional com a naninha, é importante que seja escolhido algo que não apresente riscos de machuca-la e seja certificado pelo Inmetro. Conforto e aconchego são fundamentais, assim como a qualidade. Acredite, uma criança pequena é um teste de fogo para qualquer naninha. São puxões, arrastadas, mordidas, entre muitos outros. O material precisa aguentar o tranco, ser lavável e antialérgico.

Com a naninha seu filho consegue se sentir mais seguro e confiante, tendo uma noite de sono de mais qualidade. O que, vamos combinar, também é ótimo para você!

As naninhas e a memória

Claro, contar com um objeto capaz de acalmar, transmitir segurança e confiança, ajudando a melhorar a hora de dormir, é ótimo. Mas, além disso, não podemos nos esquecer das memórias que as naninhas criam. Aposto que quando lá em cima nesse texto falei sobre as lembranças das naninhas, você esboçou um leve sorriso. A nostalgia faz isso com a gente, né? Ainda mais em tempos onde tudo parece tão complicado.

Todo esse apego e segurança transmitida pelas naninhas ajudam que ela fique marcada na memória e se torne um referencial, inclusive, para resgatarmos momentos de quando éramos pequenos. É como um gatilho que nos leva longe em nosso passado.

Por isso, a naninha não vai ajudar apenas seu filho a dormir melhor e se sentir seguro. Ela vai permitir que ele guarde dentro de si momentos especiais dessa fase tão bonita da vida.

Aqui no Studio Pipoca temos uma categoria inteira de naninhas, elas todas sao feitas com tecidos brasileiros sustentáveis e são todas certificadas pelo InMetro. As naninhas bebê podem também servir de porta chupeta para nao passar horas procurar a chupeta no berço de madrugada!

E você, teve uma naninha quando era criança? Como ela era? Conta pra gente nos comentários e vamos compartilhar experiências!

Até a próxima

Deixe um comentário

Todos os comentários serão validados antes de serem publicados
Parabéns, agora você faz parte!